O IE é um navegador que só causou dor de cabeça em desenvolvedores web e usuários sem dó. Em versões mais antigas implementava padrões próprios, e como era o mais utilizado desenvolvíamos sites pensando nele.

RIP IE

Agora em época de HTML 5 o IE é que está defasado em relação aos concorrentes e o jogo virou: novos sites são desenvolvidos agora segundo os novos padrões, pensando principalmente em dispositivos móveis. E devemos agradecer a Steve Jobs e seu iPhone por isso, por “forçar” os desenvolvedores a fazerem as coisas do jeito certo.

Dia 12/01/2016 a Microsoft vai encerrar o suporte às versões 8, 9 e 10 do Internet Explorer. A versão 11 ainda receberá suporte e correções de segurança e compatibilidade nas versões 7, 8.1 e 10 do Windows.

O The Next Web destaca que isso será um grande alívio para desenvolvedores web:

Isso é uma notícia muito boa para desenvolvedores que ainda precisam se preocupar com navegadores antigos. Não precisar saber se códigos modernos de CSS funcionarão neles é um sonho, e o fim [do suporte] representa um passo muito grande nesse sentido.

Bem, não creio que isso seja imediato, vai levar um bom tempo até os desenvolvedores atualizarem seus portais para utilizar os novos padrões, e estou falando principalmente com certos bancos que utilizam tecnologias “arcaicas” (plugins em Java?), cheias de bugs, que deixam nossos computadores lentos só para dar uma sensação de segurança maior (é com você mesma, GAS Tecnologia).

Nós desenvolvedores ainda teremos que nos preocupar com estas versões durante um bom tempo.

Aqui nos meus “bloguinhos” os usuários finais já entenderam o recado e estão bem atualizados! O IE aparece com estatísticas pífias de acesso!

Embora ainda tenha muita gente utilizando Windows XP, provavelmente o navegador já é outro, principalmente o Chrome. No NeoMatrix Light, a combinação Windows XP + Internet Explorer em 2015 ficou em 0,52%.

Quer manter-se fiel à MS e usar o Edge (se você usa o Windows 10, claro)? Bem, ele é uma opção, embora muito cru ainda.

Fonte: The Next Web via Gizmodo BR