Dia dezesseis de Janeiro de dois mil e dez, em torno de dez horas da manhã. Na semana que antecedeu esse dia, estava com uma imensa vontade de trocar o meu valente N95, afinal, já se passavam mais de um ano que o tinha adquirido, e embora ele seja um ótimo smartphone, estava à procura de algo mais.

image

Queria um celular novo com tela touchscreen, grande variedade de aplicativos, com conectividade 3G (o 3G do meu N95 de primeira geração funciona em 2100 MHz, enquanto a rede da Claro, operadora que eu uso, trabalha em 850), WiFi e tudo o mais. O candidato? iPhone!

Sim, iPhone. Em outras ocasiões falei da Apple aqui no NeoMatrix Tech, falei que não concordo com as políticas do Tio Jobs em relação a compartilhamento de arquivos, sobre recursos básicos presentes em outros aparelhos que a Apple não implementava e coisa e tal. Mas opiniões podem mudar, então, preparei o bolso e fui a uma loja da Claro e adquiri um iPhone 3GS com 32 GB.

Mas você pode perguntar: Você não cogitou um aparelho com Android ou o Nokia N97 para manter-se fiel?

Sim, cheguei a cogitar estes aparelhos. Porém como eu queria estar atualizado, não há (havia) nenhum aparelho com a versão mais recente do Android aqui no Brasil e a Nokia já está com o smartphone/internet tablet N900 lá fora, e que logo logo vem pra cá.

Com o bicho na mão já fui navegando na Internet, abri o Safari e naveguei por alguns sites. Que PUTA diferença em relação ao N95. Após mais algum tempo mexendo no aparelho, concluí que a experiência de uso do iPhone é realmente muito agradável.

Para você ver: eu que fui muito reticente à adquirir um aparelho da Apple me rendi completamente. Mas calma, em hipótese alguma virei um Appletard ;).

O primeiro aplicativo que instalei foi o TweetDeck. E ele é o que eu mais uso também.

Fora ele, instalei o NimBuzz, alguns joguinhos, e outros aplicativos grátis da AppStore.

Jogos… Se não fosse questões de leis, teríamos jogos na AppStore brasileira, e por conta disso necessitei criar uma conta da AppStore dos EUA. Mas pena que não poderei aproveitar dos jogos pagos, pois meu cartão não é aceito na AppStore estadunidense :(.

Claro que tive algumas perdas também: não posso mais ouvir o Estádio 97 à tarde quando volto do trampo de transporte público, pela falta de rádio FM, não recebo nem envio arquivos via Bluetooth, nem posso usar a memória do aparelho como unidade de armazenamento externa, entre outros, a câmera não é muito boa com pouca luz, e tal.

Por outro lado, substitui o pendrive que colocava no rádio do carro pela transmissão via Bluetooth da função iPod, acesso a Internet móvel mais rápido, o Twitter e o email estão sempre à mão, a interface é muito mais agradável…

E com o detalhe: até agora não cogitei fazer o jailbreak. O aparelho está me atendendo perfeitamente sem a necessidade de desbloqueio.

E as coisas ainda vão melhorar lá pelo terceiro trimestre, quando a Apple vai soltar para os usuários finais o iPhone OS 4.0, que terá a tão desejada multitarefa, melhorias no aplicativo de email, na organização dos aplicativos, entre outras melhorias. E o meu iPhone 3GS estará apto a receber as melhorias deste update!

Concluindo, nesses três meses usando o iPhone, eu não me arrependi da compra. A próxima troca de celular? Talvez no ano que vem…

Um abraço!