pctv110iNão há muuuuuito tempo atrás, eu assistia ao programa “O Aprendiz”, com Roberto Justus, e como todo geek, assistia no computador ao invés de descer para a sala e ver pela TV.

Para tal, possuo como hardware de sintonia de TV a placa de captura Pinnacle PCTV 110i, uma plaquinha antiga até, mas que tem me funcionado bem.

Meu computador é equipado com processador Core 2 Duo E8400 (3 GHz), 4 GB de memória principal, 500 GB de disco rígido, placa de vídeo com processador gráfico Radeon HD 4870, ou seja, este hardware não tem o porquê causar algum gargalo na captura de vídeo.

Quanto ao sistema operacional, utilizo em meu PC o Windows Vista, versão Ultimate, que por sinal, roda muitíssimo bem.

Quando instalei a Pinnacle PCTV 110i no Windows Vista, este IMEDIATAMENTE instalou os drivers adequados. Sim, o próprio Vista possui em seu banco de drivers um driver para a PCTV 110i. Eu estava pensando que seria uma epopéia para achar os drivers compatíveis com o Vista, uma vez que esta placa já esteja descontinuada.

Para não ter que instalar o software original que veio com a placa, pesadão (ele instala até o MSDE – uma espécie de SQL Server 2000 “Express”) e incompatível com o Vista, resolvi utilizar a placa com três tocadores de mídia, a saber: Windows Media Center, Media Player Classic e VLC Media Player.

Após o break, relato a você a experiência que tive em utilizar a Pinnacle PCTV 110i em cada um dos players citados.

1. Windows Media Center

O Windows Media Center é um programa que já vem incluído no Windows Vista, tem uma interface limpa e serve para visualizar diferentes tipos de mídia, tais como arquivos de vídeo, som, e claro, utilizar uma placa de captura para reproduzir e/ou gravar o que é passado através dela.
Windows Media Center x Pinnacle PCTV 110i

Para utilizar a Pinnacle PCTV 110i com o Windows Media Center, é necessário baixar um plugin chamado “Pinnacle PCTV Installer for Windows Media Center 3.0” (não achei o link para download). Instalando este plugin, o WMC poderá ser configurado para fazer a sintonia de TV e rádio através da PCTV 110i.

O assistente de configuração é simples, a placa foi configurada sem problemas para utilizar o sintonizador como fonte de áudio e vídeo.

Através da tela principal, é possível navegar pelas funções oferecidas pelo Windows Media Center, escolher a função desejada (TV, Rádio, etc), e fazer a sintonia de canais.

Interface limpa, bem acabada, fácil de operar, próprio para um Media Center. Mas, como na vida, nem tudo são flores, e tive alguns problemas ao utilizar o WMC:

- Delay entre áudio e vídeo na função de TV: Passado um certo tempo assistindo à TV, passo a notar um certo atraso entre o áudio e o vídeo. Assistir a um programa com esta situação não é nada agradável.

Reinicio o programa, e novamente, depois de um tempo tem esse maldito delay.

- Som picotado na recepção de FM: Na função de rádio, outro problema que incomoda muito. Passado um tempo, o som começa a ficar picotado.

Estes dois problemas são causados, pelo o que eu pude ler em alguns fóruns, pela função de timeshift, ou seja, aquela função que permite a “pausa de um programa ao vivo”, que fica gravando o programa no HD ao mesmo tempo que ele é reproduzido. Infelizmente, não achei maneira de desabilitar o timeshift.

- Para utilizar a entrada S-Video da placa, tenho que adquirir um hardware de controle remoto compatível: Sim, é isso mesmo o que você leu. Executando o assistente de configuração e selecionando como fonte de vídeo a entrada S-Video (através da opção de fontes de vídeo externa, set top box, satélite, etc), chega em um ponto que ele detecta o controle remoto. Como ele não consegue detectar o controle remoto da PCTV 110i, não há como concluir a configuração para assistir TV através de um decodificador de TV por assinatura, por exemplo.

Com uma experiência um tanto frustrada com o WIndows Media Center, passei a utilizar um outro programa, que é o meu padrão para assistir a vídeos.

2. Media Player Classic

Gratuito, versátil, sua interface lembra o antigo Windows Media Player 6.4, aquele que vinha com o Windows 98, porém, o leque de funcionalidades deste player contém coisas que o programa em que sua interface foi baseada nem sonhava em ter.
Media Player Classic x Pinnacle PCTV 110i

A opção para assistir pela placa de captura está na opção File / Open Device, que abre uma caixa para selecionar um dispositivo de entrada, e nos combo boxes eram apresentadas a Pinnacle PCTV 110i para origem de vídeo e áudio.

Dando OK, o player exibia o vídeo capturado pela placa, com uma configuração de entradas que utilizei em um outro programa. Beleza, parece funcionou!

E para mudar de canal e a entrada de vídeo?

Para isso, é necessário ir até o menu Play / Filters, Pinnacle PCTV 110i BDA Xbar e mudar em um combo a entrada de vídeo.

Dando Apply, cadê que ele me mudou a fonte de sinal… Que nada, ela continuou alí, gravada na configuração inicial que me foi apresentada.

Indo para outro programa, configurando a entrada, e voltando ao MPC o negócio funcionou. Agora vamos tentar mudar de canal.

Novamente, entro no menu Play, Filters, e agora seleciono a opção Pinnacle PCTV 110i BDA Analog TV Tuner e é me apresentada uma tela para a seleção de canais da placa.

Mudo de canal e dou OK. O programa me apresenta uma tela de erro e cai fora…

Erro do MPC ao mudar de canal...

Não dá para ficar exaltando a pátria a toda hora, e nessa hora deixei de ser brasileiro: desisti do Media Player Classic para utilizar a PCTV 110i e parti para outro programa.

3. VLC Media Player

Código aberto, multiplataforma (tem versões para Windows, Linux, Mac OS X, entre outros), vem com os codecs embutidos, várias opções de captura e streaming são os atrativos deste player, que em seu site contabiliza mais de 30 milhões de downloads.
VLC Media Player x Pinnacle PCTV 110i

Para poder utilizar a placa de captura, fui ao menu Mídia / Abrir Dispositivo de Captura, onde foi me apresentado uma tela para a seleção do dispositivo.

Deixei como Modo de Captura Direct Show, e selecionei a placa nos combos “Nome do Dispositivo de Vídeo” e “Nome do Dispositivo de Áudio”. Depois, cliquei em Reproduzir e o programa estava reproduzindo o que era capturado na placa.

Neste primeiro momento, sem áudio e o vídeo com cores esquisitas.

Resolvi dar uma olhadinha nas configurações avançadas, para mudar a fonte de vídeo e entrei em uma tela cheia de opções, e as que me interessaram foram as opções “Conector de Entrada de Vídeo” e “Conector de Entrada de Áudio”, além do checkbox “Propriedades do Sintonizador”.

Não mexi nas duas primeiras opções que citei, deixei o “Propriedades do Sintonizador” checado, dou OK e clico em Reproduzir. É aberta a tela de sintonia, onde podemos mudar o canal e o que será capturado: TV ou rádio FM. Coloquei FM, mudei a frequência (no mesmo lugar onde o canal de TV é trocado), dei OK e o rádio funcionou. Sem picote (somente os causados pela antena mesmo), sem delay, tudo funcionando OK.

Resolvo seguir o mesmo caminho, e voltar para a TV. Agora o áudio funcionou. De novo, o mesmo caminho para mudar de canal. Troco de canal, dou OK, e cadê que ele mudou? Continuou no mesmo…

Vou até a tela de propriedades avançadas, e lá tem um spin button onde posso escolher o canal lá. Troquei o canal, dei OK, Reproduzir, e finalmente o canal é trocado!

Para trocar a fonte de vídeo, naquela tela de propriedades avançadas, mexo na opção “Conector de Entrada de Vídeo”, que no lugar de apresentar os nomes das entradas, é apresentado um número sequencial.

E para adivinhar quem é quem?

Tive que testar um por um, até que a imagem do decodificador de TV por assinatura ligado à entrada S-Video aparecesse no monitor. O áudio era capturado pela entrada Line In da placa de som.

Voltando ao sintonizador… novamente sem áudio, e fazendo toda aquela epopéia ele voltou a funcionar, ainda com as cores distorcidas. Para isto, ainda vou ver se é algum filtro do Direct Show que faz isso…

Aqui temos um parêntese: Este é um dos casos em que a usabilidade passa longe do Software Livre. Embora os freetards não deem tanta importância para isso, para muitos usuários a usabilidade é fundamental.

Resumo da ópera:

Windows Media Center:

Prós:

- Interface melhor acabada - Configuração simples - Operação simples

Contras:

- Delay entre vídeo e áudio na TV e som picotado no rádio FM, devido ao timeshift que não pode ser desabilitado - Obrigatoriedade de um hardware de controle remoto compatível para poder utilizar a entrada S-Video

Media Player Classic:

Prós:

- Ampla variedade de formatos - Interface minimalista, sem frescuras

Contras:

- Configuração um tanto tortuosa - Travamentos constantes, impossibilitando mudança de canal e dispositivo de sintonia (TV ou Rádio)

VLC:

Prós:

- Código Aberto. - Operações de mudança de canal, fonte de vídeo e modo do sintonizador funcionaram com sucesso. - Áudio e vídeo sem delay ou picotes.

Contras:

- Configuração MUITO tortuosa - Vídeo foi apresentado com diferença de cores, pendendo para o azul.

Enfim, essa foi a minha epopéia para utilizar a placa de captura Pinnacle PCTV 110i com o Windows Media Center, Media Player Classic e VLC. Na minha opinião, se eu conseguir ajustar o VLC para exibir as cores corretas, ele é o software que vou adotar para assistir TV no computador.

Embora muito complicado de configurar, foi o software que funcionou. Pelo menos para ouvir rádio, ele já é o meu padrão. O usuário comum certamente não o adotaria, devido às dificuldades.

Caso você tenha alguma sugestão, comente à vontade!

Um abraço!