Você se lembra do seu primeiro microcomputador PC?

Mexi pela primeira vez em um PC pelos anos de 1995, em uma escola chamada Clube do Micro, cuja configuração começava em 286 e chegava até 486, acho.

O Sistema Operacional era o velho MS DOS, acompanhado do Windows 3.11.

Mas o primeiro PC que minha família comprou já era um dos mais avançados para a época, cuja propaganda passava na TV.

Se trata de um microcomputador Itautec Infoway modelo A96, cuja configuração é:

  • Processador Pentium 133 MHz
  • 16 MB de RAM
  • Disco Rígido de 1,2 GiB
  • Monitor de 15’’ Multimídia
  • Drive de Disquete
  • CD-ROM 8x
  • Placa de Captura de TV, capaz de exibir 16 canais simultaneamente
  • Alarme
  • Despertador
  • Fax-Modem 28.8 Kbps
  • Rádio FM
  • Videochamada
  • Sistema Operacional Windows 95
  • Diversos softwares em CD-ROM

Veja o comercial que passava na TV na época:

Após o break, vamos a um review detalhado (da parte de hardware; o máximo que eu puder lembrar hehe) do bicho.

1. Gabinete:

Painel frontal do Infoway A96

Embora a foto que tirei (10/05/2009) já não reflita a situação na qual veio o microcomputador (sim, ele tem mais de 10 anos!), pode-se ver que é um gabinete do tipo desktop, e em que seu painel frontal temos (tínhamos hehe) o acesso aos drives de CD-ROM e Disquete, os botões de Power e Reset, leds de Power e atividade do disco rígido, além de um sensor para o controle remoto.

Painel traseiro do Infoway A96

No painel traseiro temos os conectores de energia, sendo uma entrada e outro saída (geralmente para o monitor).

Alí está localizada também a entrada para um teclado AT.

Indo da esquerda para a direita, temos: Conectores dos sensores de alarme, portas serial e paralela, placa de rede (colocada posteriormente), conectores da placa de captura de vídeo (antena de TV, FM, conector da entrada A/V, saída de monitor) e por último conector do fax-modem e placa de som (saídas speaker e entradas line-in e microfone e conector MIDI).

2. Configuração

Vista geral do Infoway A96

A placa mãe é do tipo AT (naquela época, o ATX estava engatinhando lá fora), possuindo três slots PCI e dois ISA, sendo ocupados pela placa de captura e placa de fax-modem integrada à placa de som.

Como era padrão nas caixas AT, a desorganização dos cabos impera dentro do gabinete.

Placa controladora

Embora AT, este microcomputador, graças à placa da imagem acima, tinha seu comportamento bem semenhante às placas ATX atuais, permitindo ser ligada via controle remoto, fax-modem, rede (wake on modem, wake on LAN) e desligamento via sistema operacional, ou seja, não aparecia a famosa mensagem “Você agora pode desligar seu computador com segurança” do Windows 95.

Processador Intel Pentium 133 instalado

O processador é um Intel Pentium com frequência de 133 MHz, um processador forte para a época, podendo ser trocado por um processador Pentium de até 200 MHz (sem MMX).
Como você pode notar, não há memória cache na placa mãe, e isto fazia com que o desempenho da máquina ficasse abaixo de outras da mesma categoria com uma placa COAST instalada no slot.

Memórias EDO RAM

Originalmente, a memória RAM era de 16 MiB, do tipo EDO, os quais foram expandidos para 32 MiB.
Para a época, era uma excelente quantidade de memória, e os programas rodavam muito bem com 16 MiB na época.

3. Vídeo e Som

Chipset gráfico ATI Mach 64

A placa de vídeo era do tipo onboard, com um chip ATI Mach 64 com 1 MiB de memória dedicada, expansíveis até 2 MiB através de soquetes na própria placa mãe.
Chegava a uma resolução de 1280x1024 em modo 16 cores (4 bits), sendo que o ideal para a época era uma resolução de 800x600 em High Color (16 bits), que esta placa era capaz de fornecer sem problemas (era a minha configuração padrão).

Em modo True Color (24 bits), a resolução máxima era de 640x480.

Detalhe da Placa RTV

A placa de vídeo era ligada através de dois flat cables com a placa de captura: uma enviava o sinal capturado pela placa para processamento, e o outro ligava o chipset gráfico Mach 64 ao monitor.

Esta placa de captura, cujo fabricante não veio especificado, sintonizava canais de TV via antena e cabo, além de ter entrada para dispositivos externos tais como videocassete.

O software de captura era da própria Itautec, na época junta com a marca Philco, que consistia de uma “TV” com um controle remoto ao lado onde estavam os comandos que podiam ser acessados pelo mouse. Este programa inclusive fazia a gravação de vídeos em formato AVI (não me lembro qual era o codec utilizado, mas na epoca nem sequer imaginaríamos um DivX :P).

A placa também fazia a sintonia de Rádio FM, e o software de controle imitava um “3 em um”, que além das funções de rádio tinha reprodução de CD, arquivos WAVE e MIDI, além de gravação de arquivos WAVE (MP3? WTF?).

Destaque da placa de som/modem MMAT3100

A placa de som era do modelo MM AT 3100, da Aztech Labs (empresa já falecida :-(), sendo que possui 16 bits, com taxa de amostragem de 44,1 KHz, sendo compatível com Sound Blaster 16.

Possui um fax-modem de 28.8 Kbps integrada, com funções de secretária eletrônica e voz e fax. O Infoway possuia um aplicativo chamado Visual Phone, com o qual você discava para outro PC Itautec e poderia fazer uma videoconferência através de uma câmera acoplada à Placa RTV (a placa de captura). Este aplicativo também recebia chamadas e gravava, como uma secretária eletrônica.

4. Armazenamento

HD Seagate 10 GiB

Originalmente, possuia um HD de 1,2 GiB, da Western Digital, que por fatalidades do destino acabou sendo substituído por um HD Seagate de 10 GiB.

A placa mãe reconhece discos de até 8 GiB, então, para poder utilizar a capacidade máxima deste disco foi utilizado um programa particionador/formatador especial, chamado Disk Manager (da própria Seagate) para criar a função LBA na trilha 0.

Também possuia uma unidade de disquetes de 3,5’’, além de uma unidade de CD-ROM de 8 velocidades, que acabou sendo substituída por uma de 32 velocidades.

5. Manuais e Softwares

Manual do Infoway

Veio com manuais para a instalação básica, certificados de garantia e as licenças do sistema operacional e de um editor de textos, o Redator, que acompanhavam a caixa.

O sistema operacional Windows 95 veio pré-instalado, e possui um CD de recuperação que contém a imagem do disco rígido, já com todos os programas instalados e configurados.

Esse sistema operacional foi substituído pelo Windows 98 SE. Os drivers do hardware eram compatíveis com esse sistema operacional, porém eu tinha alguns problemas em fazer funcionar alguns dos aplicativos. Não sei por que milagre, uma hora funcionou.

Um detalhe referente a estes aplicativos, era que eles eram feitos em Visual Basic 3, acho, visto que ele instalava o runtime do mesmo.

Como CD’s brinde, veio com os jogos Cyclemania e Sonic, as revistas em CD Neo e Neo Wave, a enciclopédia Compton 96, e um CD-ROM do Instituto Butantã.

Veja o screenshot abaixo, ele é bem antigo. Este era o WIndows 98 com um shell alternativo, que mudava a aparência da barra de tarefas:

Windows 98 rodando o Avant Browser

Este foi um PC valente, resistiu por bravos 7 anos, sendo meu companheiro nas horas vagas em que eu me divertia jogando, programando, navegando na net, entre outras coisas.

E vocês, se lembram de seu primeiro PC?

Um abraço!