Repercussão do FUD da Symantec
Leonel Fraga de Oliveira 04/04/2009 13:00

Nunca pensei que iria ter alguma repercussão o meu post sobre um FUD sutil que a empresa Symantec fez com as ferramentas de segurança gratuítas, mas ao ver este post do Chris B., que cita o meu post, vi que a coisa tomou uma dimensão além do que eu imaginava.

how-to-stop-virus_intocomputer

Nos comentários do post no blog do Chris, uma funcionária da Edelman, a agência de comunicação da Symantec, diz que essa campanha é “um convite à reflexão sobre o valor da informação e a importância da proteção online diante dos riscos que a Internet oferece”.

Sim, nossos dispositivos computacionais (PC, notebook, celular, pendrive, netbook, smartphone, players de mídia entre outros) guardam muitas vezes informações sensíveis e muito valiosas.

E hoje em dia, nossos dados também estão na “núvem”.

Uma ferramenta de segurança SOMADA com o comportamento do usuário são necessárias para deixar estas informações sensíveis o mais seguro possível.

Mas, ao instalar um conjunto de ferramentas de segurança, seja um antivírus, firewall, antispyware, antrootkit entre outros, você “sente-se mais protegido” ou está “efetivamente seguro”?

Sentir-se mais protegido e estar efetivamente seguro são duas coisas distintas.

Ao instalar um antivírus, por exemplo, a nossa sensação de segurança aumenta, e nós somos induzidos a continuar a manter uma rotina as vezes “perigosa” em termos de navegação na Internet. Principalmente um usuário com menos experiência: ele acha que a ferramenta poderá resolver 100% dos problemas que acontecerem.

Um fator muito importante e que NENHUMA ferramenta de segurança, seja BEM paga anualmente ou freeware, é capaz de oferecer é a proteção contra a engenharia social.

Essa é a grande técnica que os crackers utilizam para roubar os dados do usuário. Ele pode ganhar a confiança do sujeito mais incauto a ponto de fazê-lo desabilitar a ferramenta em questão. Aí, meu amigo, não tem jeito mesmo.

Tanto uma ferramenta grátis ou uma paga são capazes de oferecer ao usuário a sensação de segurança, protegendo das pragas virtuais mais comuns, e embora as ferramentas pagas possuirem mais recursos que as gratuítas, nenhuma ferramenta livra o usuário de se proteger contra a engenharia social.

Critiquei ferozmente a campanha da Symantec em questão justamente por fazer um ataque (sutil, mas qualquer hard user é capaz de detectar e fazer a analogia correta à frase da campanha) às ferramentas grátis (e que no meu caso funcionam muito bem) ao invés de atacar no ponto chave de qualquer infecção.

E para chegar no ponto de uma empresa usar as técnicas de FUD, é porque ela está com medo e não confia muito no seu taco hehehe.

Gostei do fato de uma pessoa que representa a Symantec ter se manifestado, sendo que foi aqui no NM Tech que foi “plantada essa semente” hehe.

E para não falar que odeio a Symantec por causa disso, eu acho o desfragmentador Speed Disk excelente, é o meu favorito.

Um abraço!

Leonel Fraga de Oliveira Leonel Fraga de Oliveira é formado em Processamento de Dados na Faculdade de Tecnologia de São Paulo (FATEC-SP - 2002) e anteriormente em Técnico em Eletrônica, pela ETE Professor Aprígio Gonzaga (lá em 1999).
Atualmente trabalha como Analista de Sistemas na Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul - SP
Tem como hobbies DJing (também trabalha como DJ freelancer) e ciclismo, além da manutenção dos sites NeoMatrix Light e NeoMatrix Tech.
Gosta de música eletrônica, tecnologia, cinema (super fã de Jornada nas Estrelas), gastronomia e outras coisas mais.


Compartilhe nas redes sociais

   

Deixe seu comentário

comments powered by Disqus