É, o ano tá acabando!

Muita coisa na nossa área de tecnologia surgiu, como novas ferramentas de desenvolvimento (mais basicamente, novos frameworks e melhorias, como o .NET, o Ruby on Rails, ferramentas para RIA como Microsoft Silverlight, Adobe Flex, entre outros).

E em hardware? A Intel ainda leva uma vantagem nos processadores. Seja com os Core 2 Duo, Core 2 Quad, o novo Core i7. A AMD vai ter que correr atrás com os seus Phenom.

Já em Placas de Vídeo, parece que a nVidia retomou a dianteira com a sua GeForce GTX 260 com 216 processadores, em uma disputa pau-a-pau com a ATI Radeon 4870 (sou um feliz proprietário desta maravilha da ATI/AMD, cuja montagem foi feita pela Sapphire Tech :-) ).

É CrossFire, SLI, Hybrid CrossFire e Hybrid SLI... Tecnologias que servem para que possamos em um primeiro momento economizar na VGA para usar o micro para tarefas não tão pesadas (jogos estado-da-arte) para depois poder barbarizar em um futuro upgrade e ainda economizar energia (as tecnologias Hybrid CrossFire/SLI são utilizadas em conjunto com o vídeo on-board da placa mãe; quando não é necessário muita potência, ele desliga a "vga de verdade" e usa o onboard).

E ainda temos as iniciativas da AMD, chamada de Fusion, que promete uma tremenda econimia de energia e por que não espaço físico, unindo CPU e GPU em um único chip. E a Intel com seus Atom. Os netbooks irão agradecer :-)

E por falar em netbook... Novos modelos de Asus EEE, Positivo Mobo, Accer... Mas, será que vale a pena pagar um preço alto por um deles, já que com o valor (pelo menos, os praticados aqui no Brasil) dariam para comprar um notebook mais potente (ou como dizem, um "notebook de verdade")?

Como diz uma amiga minha, um "luxo desnecessário". Bem, eu pelo menos não acho, já que se é somente para navegar e fazer tarefas bem básicas (editar um texto, planilha, um joguinho bem de leve), a mobilidade proporcionada pelos netbooks não se comparam às de um note. Por enquanto, meu smartphone Nokia N95 está me suprindo bem a necessidade de navegar :-)

E por falar em smartphones... Novos modelos, como os da Sony Ericsson, Samsung, LG, Nokia... e claro, o campeão de hype iPhone 3G.

E a decolagem dos serviços 3G aqui no Brasil também. Os minimodens das operadoras de telefonia celular estão fazendo a festa, mas com um serviço que está deixando muito a desejar. Uma conexão discada é mais estável e rápida até, dependendo do caso :P

E por falar em telefonia... é o ano da introdução (ui!) da portabilidade numérica aqui no Brasil, pelo menos onde não "bomba", e a entrada (uuuui!!) de duas novas operadoras de telefonia celular aqui em São Paulo: AEIOU (Unicel) e a Oi iniciando suas operações por essas bandas.

E que hype foi o início de operação da Oi aqui em SP! Todo mundo correndo para conseguir um chip para falar de graça por três meses. E a turma desbloqueando seus celulares nos quiosques espalhados em shoppings e estações de metrô.

E como não pode deixar de ser, o serviço não está 100%. 3G? Só lá para o final do primeiro trimestre de 2009.

AEIOU? Hum... só foi uma pequena lembrança, assim como foi o Cuil nos serviços de busca.

Sim, o Cuil prometeu ser um serviço de busca com o maior número de páginas indexadas.

Criado por  ex-googlers, teve uma divulgação animal em todo o mundo, em todos os meios: TV, Rádio, Revistas, Internet...

Mas quando o serviço foi posto à prova, decepção... ele tem um jeito diferente de apresentar os resultados, mas estes resultados não era exatamente o que queríamos, sendo muito distorcidos e mostrando coisas nada a ver! Um hype que passou rápido...

E falando em Google, será que teremos uma nova Guerra dos Browsers?

Outra coisa que também teve massiva divulgação foi o navegador Google Chrome. Mais velocidade, maneira diferente de funcionar (um processo para cada aba), navegação privada (o famoso "pr0n mode", ou "porn mode", "modo pornô") um nome como o Google por trás (epa!).

Do outro lado, temos o Firefox e o Internet Explorer. O IE estagnou na versão 7, sendo a 8 já em beta, e o Firefox com a sua versão 3, já com uma 3.1 em vista, que promete um novo motor JavaScript além de outras melhorias.

Aqui nas bandas do meu PC, o Firefox reina absoluto. IE e Chrome somente entram para testar sites. No caso do primeiro, ainda existem sites que são "IE only", mas para esses eu não preciso abandonar o Firefox graças à extensão IE Tab :-) E o IE é utilizado para debugar no VS também...

E o Tio Bill, o que aprontou?

Uma campanha para melhorar a imagem do Windows Vista, parodiando as campanhas I'm a Mac da Apple, a promessa do Windows Seven (que já estou testando um beta :-) ), melhorias no IE, novos serviços em nuvem (Skydrive, entre outos serviços do Windows Live), Photosynth.

Por falar em Windows Vista, eu tinha preconceito em relação a ele. Resolvi dar uma chance, e isso mudou radicalmente: estou adorando o Vista. Roda lisinho no meu PC, com todos os efeitos, é mais bonito, mais estável que o XP (que eu tenho em dual boot).

E a turma do Pinguim?

Mais distribuições sendo criadas, o Ubuntu mais do que consolidado como a distribuição preferida para ser utilizada em desktops, melhorias nos ambientes gráficos (KDE 4, Gnome), a eterna corrida para deixar uma maior quantidade de hardware compatível...

Será que 2009 vai ser o "Ano do Linux no Desktop"?

Calma, não vou fazer a famosa piadinha "Ano_Do_Linux = YEAR() + 1".

Por mais que os freetards alegam, eu acho que AINDA não está 100% pronto para o usuário comum. Aquele que quer que qualquer programa funcione. Para esses, o Windows ainda continua sendo a melhor alternativa.

E por falar em freetards, são esses que mancham a imagem do Linux e outros softwares livres.

Falar que um programa é bom por ideologia pura e simples não rola. Tem que ser avaliado o que o usuário quer, aspectos técnicos mesmo. Essa evangelização constante da filosofia por parte dos freetards irrita.

Demonizar uma empresa ou um programa só porque ele é pago já encheu o saco. Por isso que Linux não pega muito bem, e em alguns casos é mal visto.

Eu gosto do Linux, tanto que tenho um Tux de pelúcia aqui na minha mesa, ao lado do monitor, e uso Slackware, Ubuntu, já testei o DSL, entre outros virtualizados.

Uso vários SW Livres, como o Firefox, Audacity para editar áudio, GIMP para dar um retoque nas imagens.

Mas meu SO preferido agora por enquanto é o Windows Vista, meu editor de blogs favorito é o Windows Live Writer, ambiente de desenvolvimento o Visual Studio, linguagem de programação favorita o C#...

Mas o ambiente que eu acho mais elegante de se ver é o terminal do Linux mesmo. As mensagens de boot, o prompt de comando, a estrutura (e a apresentação no prompt) de diretórios, o shell em modo texto poderosíssimo, onde fazemos o que quisermos. Isso me fascina muito.

Nem freetard, nem Wintard, MStard, whathever... Muito menos Appletard, pois não gosto das restrições impostas pela Apple aos seus produtos (fora o plugin Quicktime, não uso mais nada da Apple, e nem possuo produtos da empresa da - ou seria de? hehe - frutinha).

É, em 2008 aconteceu muita coisa em tecnologia!

Eu desejo a todos os leitores que 2009 seja um ano de inúmeras realizações, seja profissionalmente, pessoalmente, tecnologicamente também hehe.

Feliz 2009 a todos, e leiam também a retrospectiva que fiz no NeoMatrix Light :-)

Um grande abraço, e (mais uma vez), Feliz 2009 e Adeus 2008!