Hoje (24/01) a cobra está fumando em Porto Alegre, por causa do julgamento do ex-presidente Lula no caso do Triplex do Guarujá.

O cenário eleitoral só vai definir-se em Abril, que é o tempo limite para que os candidatos se inscrevam. Se Lula vai ou não ser candidato não sei. Em quem vou votar, não sei ainda, mas óbvio que não será à direita :)

Independente do cenário eleitoral, um dos problemas enfrentados aqui em Banânia é a violência, a falta de segurança. São furtos, roubos, homicídios/feminicídios, estupro, e outros crimes de maior ou menor potencial e que raramente são solucionados pelos órgãos competentes. E olha que só falei dos crimes que nós, pobres mortais, percebemos no nosso cotidiano.

Embora eu me considere de esquerda, e tenha colegas esquerdistas e direitistas, as minhas opiniões a respeito da segurança pública vão na contramão da minha ideologia política. Não, nem por isso sou bolsominion. Lembra que eu falei que essa dicotomia direita x esquerda é prejudicial? Ninguém reza 100% a cartilha de uma ideologia! As opiniões sobre diversos assuntos são bem dispersas no espectro político, de forma que encaixar uma pessoa em uma ideologia é deveras complicado.

Ao contrário dos esquerdistas, não compro a ideia de que bandido é vitima da sociedade. Todos nós aprendemos que roubar é errado, matar é errado. Mesmo nas mais adversas condições, não deveríamos cometer crime, e sim buscar alternativas para vivermos.

Alguém que furta alimentos para matar a fome é bem diferente daquele que se utiliza de violência para subtrair algo de alguém. As penas devem ser diferentes, óbvio!

Acho o nosso código penal muito brando. Indo pelo "lado bolsominion" do espectro, acho que crimes hediondos devem ser punidos com mais severidade. Pode ser duro de ler isso, mas para crimes como assassinato (por qualquer razão), estupro e pedofilia devem ser punidos com prisão perpétua ou pena capital.

Embora eu seja religioso, não creio que pessoas que cometeram esses três crimes descritos acima irá mudar. É algo que EU não perdoo. Deus acredita que tenha uma segunda chance, essa vida teve alguma má predestinação. Sim, ela pode cortar essa má predestinação em outra vida.

Você acha que um bandidinho que rouba celular e ostenta o fruto do roubo nas redes sociais tem "conserto"? Este tipo de crime não é por subsistência, por isso não compro a ideia de vítima da sociedade.

Também sei que nossa Constituição não permite essas penas severas, são cláusulas pétreas. Por isso, acredito que deve haver uma nova Constituição englobando este tipo de pena.

Para quem cometeu um crime leve devido a falta de condições para subsistência, este sim deve ser educado e recuperado de volta à sociedade.

Também sou a favor da redução da maioridade penal, para 16 anos no mínimo. Uma pessoa com essa idade já vota, já transa (isso até antes), pode ser emancipado. Por isso também pode responder pelas merdas que faz como adulto.

Saindo um pouco das alterações na lei, claro que as condições das polícias e prisões devem ser melhoradas.

Muito se fala da desmilitarização da polícia. Muita gente confunde como desarmar a polícia, o que é errado! É mudar a estrutura da hierarquia da polícia. Leia mais sobre isso aqui.

Devemos ter ações a fim de evitar o crime, creio que tudo começa com boa educação em todos os níveis (fundamental, média e superior). Mas se o crime ocorrer, as estruturas de segurança devem estar prontas para resolver e as penas não devem ser leves.