O prelúdio de uma guerra civil: um governo que não dá para defender vs. uma oposição que não dá para apoiar
Leonel Fraga de Oliveira 18/03/2016 12:52
Muitos escolheram o seu time, e eu só vou assistir tudo isso de camarote.

O Brasil está em guerra, com ele mesmo, essa é a verdade.

Desde a nomeação do ex-presidente Lula para Ministro da Casa Civil pela presidente Dilma Rousseff diversas manifestações contra essa medida eclodiram por várias cidades do país, numa demostração de alta reprovação por parte da sociedade.

Desde que o senador Delcídio Amaral prestou depoimento, citando políticos tanto de situação quanto de oposição o circo pegou fogo. Lula foi conduzido coercivamente para prestar depoimento na PF, também tivemos a revelação sobre onde começou a divergência entre o presidente da Câmara Eduardo Cunha e a presidente Dilma, entre muitas outras coisas.

Dia 13/03 houve grande manifestação contra o governo, hoje (18/03) será o ato a favor. E desde quarta-feira (16/03) a Avenida Paulista (SP) está ocupada por manifestantes.

E não é para menos, as redes sociais também estão em polvorosa. Mesmo com a minha postura de filtrar ao máximo as postagens que não vão de encontro com que eu penso, principalmente as com discurso de ódio, tá quase impossível de utilizar sem se irritar. Também evito ao máximo entrar em discussões sobre política, inclusive postar sobre: não vou mudar, e nem é a minha intenção, a opinião de ninguém; tampouco irão mudar a minha.

Se eu apóio esse governo atualmente? A resposta é não. Ficou insustentável, e isso é fato.

Em termos simples, votei em Dilma Rousseff (PT) porque o outro candidato era o Aécio Neves (PSDB). Era isso, ou votar em branco, nulo, ou justificar se estivesse fora de meu domicílio eleitoral.

Facepalm quem faz é quem votou em você...

Alguns colegas já comentaram comigo sobre algo de “estratégia”, votaram em Aécio simplesmente para “tirar o PT do poder”. Não acho que as eleições são como um jogo de RPG, e na máxima “o inimigo do meu inimigo é meu amigo”. Como comentei com outro colega, votei segundo a minha ideologia.

Se pesquisarem neste site mesmo, verão que sou de centro-esquerda, mais pendendo para o centro no momento, portanto não voto em partidos e/ou candidatos de direita ou naqueles que representam mais a plutocracia do que o povo, portanto, como o PSDB tem perfil elitizado e apóia mais os plutocratas do que o povão, os tucanos não são opção para mim. Isso vale também para Outubro/2016, já que teremos eleições municipais.

Aécin Neves. Sempre ASPIRANDO uma grande CARREIRA.

E votar em um corrupto como Aécio Neves? Fora as restrições sobre a “pessoa física” dele, a “jurídica” também está mais suja do que pau de galinheiro: “penta-citado” na Lava Jato, Delcídio voltou a falar sobre a famosa Lista de Furnas, onde Aécio é o maior beneficiário. E claro, também recebia propina do Petrolão. Isso para ficar nos casos atuais, fora o Aeroporto de Cláudio – MG, censura a órgãos de imprensa de Minas, tentativa de censura na Internet, o Helicoca de seus amigos Perrellas onde até hoje não sabemos quem são os donos dos 450 kg de pasta base de cocaína (o helicóptero é dos Perrellas, a fazenda também, o piloto é empregado deles, foi abastecido com dinheiro público, e a coca?)…

E mesmo não apoiando o governo, sou a favor do impeachment? A resposta também é não, mas se ela cair, não ficarei triste, pois não tenho político de estimação.

Desde que Aécio perdeu e não aceitou a derrota fez de tudo para atrapalhar. E a mídia hegemônica também tem muita contribuição por essa instabilidade. Não diria da crise política e econômica como um todo, mas eles fazem de tudo para inflar ainda mais os ânimos mais acirrados.

Esse cara não é flor que se cheire.

O atual presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, também não é flor que se cheire. Ele está acelerando ao máximo o processo do impedimento da presidente mais por vingança do que por justiça. Já tem farta documentação sobre as contas na Suíça pertencentes a Cunha & Família abastecidas com dinheiro de propina. E olha só, Cunha está com raiva de Dilma por causa de Furnas! Exatamente, a mesma em que Aécio é o maior beneficiário!

Se Michel Temer não puder assumir caso Dilma caia, quem assume a presidência é o Cunha! E eu não quero viver em uma teocracia fundamentalista evangélica. Tenho religião (não cristã), sou progressista, então ter um cara altamente conservador (destaco o altamente, pois em algumas pautas também sou conservador) na presidência seria mais caos ainda. Só isso faz com que eu não apoie o processo de impeachment.

E quanto ao Lula?

Cara de pau... PS: eu sei que a imagem é fake, mas até que ficou legalzinha

Acho que sim, a nomeação de Lula como ministro foi um golpe baixo, com o claro intuito de protegê-lo de Sérgio Moro. Moro faz um trabalho questionável, mais midiático do que justo: se fosse justo, não estaria vazando detalhes para a Rede Globo e julgaria tanto situação quanto oposição com o mesmo teor. O julgamento é feito com duas medidas para um mesmo peso: situação julgada com muito rigor enquanto a oposição é protegida, tanto pela justiça quanto e principalmente pela mídia hegemônica.

E ao criticar mais a oposição quando postava sobre o assunto em minhas redes sociais, o meu questionamento era principalmente por que a mídia hegemônica protege principalmente o PSDB, abafando os escândalos. O motivo é óbvio: dinheiro. A concessão da Globo vence em 2018 (coincidência, não?), eles estão com o toba na mão. Já pensou se o governo não a renova? Para quem ainda não sabe, a Globo é cria da Ditadura Militar. E para que os escândalos do tucanato, principalmente aqui em Tucanistão, ops, São Paulo não sejam esquecidos, dava um “up” no assunto. Trensalão, Merendão, Privataria…

Sítio em Atibaia, barco de R$ 4000,00 (a minha bike de estrada custa isso! – se até um pé-rapado como eu posso ter bens nesse valor, por que o Lula, ganhando milhões em palestras ,não pode?), pedalinhos de R$ 2000,00, Apê no Guarujá… Por que também não falamos da mansão da Família Marinho, construída na Praia de Santa Rita, Paraty – RJ, violando inúmeras leis ambientais? A Globo pode, né? Só soube do “tríplex dos Marinhos” através da mídia independente na Internet! Aliás, não assisto jornais na TV, e sim vejo as notícias na Web. TV ultimanente só para filmes e futebol (não na Globo, e sim na Band, na Fox Sports, fico feliz que a Turner através do EI esteja quebrando o monopólio da Globo).

E agora, a guerra: Manifestações por todo o Brasil

Como também já expliquei por aqui anteriormente, as manifestações contra o governo não possuem o meu apoio por alguns motivos:

Manifestações contra o governo. Pena que quem organiza são fascistas e plutocratas...

- são organizadas por grupos fascistas, como Movimento Brasil Livre, Revoltados Online entre outros, que não admitem qualquer opinião divergente da deles;
- é hipócrita: não é um protesto contra a corrupção, e sim contra um partido. Inclusive políticos com grande histórico de corrupção aderem a estas manifestações. Um corrupto protestando contra a corrupção (embora Aécio e Geraldo foram expulsos da última do dia 13/03);
- é violenta: quem não adere a pauta deles, é hostilizado inclusive fisicamente. Nos protestos da semana, manifestantes agrediram outros somente por vestirem roupa vermelha. Quem ousou se manifestar contra o Merendão Tucano, um caso de corrupção, foi duramente hostilizado. Porra, não é uma manifestação contra a corrupção?
- Não é uma manifestação do povão, e sim das pessoas mais elitizadas e alinhadas com a plutocracia, mais alinhadas à direita, portanto o oposto de minhas posições.

Na minha opinião, o problema mais grave do Brasil não é a corrupção, e sim a desigualdade social. Me considero mais à esquerda do espectro político justamente por que é a esquerda que visa combater a desigualdade social, enquanto a direita admite a existência dela, inclusive justifica a perpetuação dela. E em países onde a desigualdade é menor, a corrupção também é menor.

Não que eu queira que todos fiquem podres de rico, pois sei que isso é impossível. Mas que todos os cidadãos tenham condições de uma vida digna, com oportunidades de emprego, que recebam um bom salário em qualquer profissão, que tenham um estudo de qualidade na rede pública de ensino, que a saúde pública seja de qualidade, a ponto de que quem quer ir para os serviços privados sejam por pura opção. Tudo isso independente de etnia ou credo.

Creio que o Estado que deva fornecer os serviços básicos como o tripé Educação, Segurança e Saúde. Não me importo que outros itens sejam privatizados, desde que não sejam vendidos a preço de banana e a grana das vendas não abasteçam contas de políticos em paraísos fiscais, como na Privataria Tucana. Que esses itens sejam vendidos a preço justo, e que os serviços sejam oferecidos com qualidade e preço justo para os cidadãos.

E também não vou nas manifestações a favor do governo que também ocorrem. Oras, se eu acho que esse governo já não tem mais defesa, o que vou fazer em uma manifestação a favor, e ainda correr riscos, mesmo que eu me alinhe ideologicamente?

Manifestações a favor do governo

As manifestações da esquerda também tem seus baderneiros, ninguém é santo. E ainda por cima que o governador Geraldo Alckmin, o Picolé de Chuchu usurpador de merenda, não irá impedir grupos contrários de adentrarem à Paulista no momento da manifestação, o confronto é quase certo. Agressões físicas por parte da oposição já ocorrem, mesmo que não tenha provocação.

Já existe morte em briga entre torcidas organizadas de clubes de futebol. Ainda não ouvi casos de morte em briga entre militantes de partidos políticos (nos tempos atuais), mas acredito que o estopim já está armado e logo aconteça, infelizmente. Já existem casos de depedração de sede de partido (do PT, especificamente), de sindicatos, bomba no Instituto Lula, agressões a famosos simpatizantes do PT, e nenhum caso de que os situacionistas fizeram agressões semelhantes. Ou seja, não vi a sede do PSDB, o Lide (do João Dória Jr, pré-candidato a prefeito de SP pelo PSDB), a FIESP (Paulo Skaf é o atual presidente), o Instituto FHC ser atacado ou até mesmo agressões físicas a famosos simpatizantes da oposição.

Então de que lado que eu acho que pode vir a primeira morte, preciso responder?

Um parêntese aqui: se estivéssemos na tal daquela “ditadura comunista bolivariana” que os oposicionistas tanto falam, a concessão da Globo iria ser cassada, jornalistas que possuem discurso de ódio contra o governo presos (e talvez mortos), e as manifestações seriam violentamente combatidas pelo exército. Mas como não estamos numa ditadura, o povo pode se manifestar contra.

Que todos querem um Brasil melhor é fato, e acho que a principal maneira do país melhorar é elegermos políticos de ficha limpa e empenhados em resolver a desigualdade social, que é o problema mais grave e acaba desencadeando nos outros, como a violência. Mas com os políticos que temos aí, isto será bem difícil.

Uns querem uma solução à direita, outros a esquerda, e esse conflito de idéias se transformou no cenário de guerra que temos hoje.

De que lado você está? Não apoio nenhum desses lados, só vou ficar acompanhando o pau comer. Se a solução for a saída da presidente, que se prendam também o Cunha e outros envolvidos após o processo. Independente do rumo que as coisas tomem, torcerei por um país melhor.

Como diz o título da postagem, temos um governo que não dá para defender e uma oposição que não dá para apoiar.

E só há duas constantes na vida: a morte e que o Palmeiras não tem mundial! (tá, foi forçada a piada, mas não pude perdê-la :P).

Leonel Fraga de Oliveira Leonel Fraga de Oliveira é formado em Processamento de Dados na Faculdade de Tecnologia de São Paulo (FATEC-SP - 2002) e anteriormente em Técnico em Eletrônica, pela ETE Professor Aprígio Gonzaga (lá em 1999).
Atualmente trabalha como Analista de Sistemas na Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul - SP
Tem como hobbies DJing (também trabalha como DJ freelancer) e ciclismo, além da manutenção dos sites NeoMatrix Light e NeoMatrix Tech.
Gosta de música eletrônica, tecnologia, cinema (super fã de Jornada nas Estrelas), gastronomia e outras coisas mais.


Compartilhe nas redes sociais

   

Deixe seu comentário

comments powered by Disqus

Arquivo de Postagens