Entre Coxinhas e Empadinhas
Leonel Fraga de Oliveira 25/02/2015 22:39
Coxinha? Empadinha? Um mix dos 2! E eu como qualquer um!

Já estamos quase em Março de 2015, e a política brasileira está bombando com o escândalo do Petrolão (desvio de verba na Petrobrás), SwissLeaks ("Suiçalão", contas secretas no HSBC da Suíça onde brasileiros ocupam a 4ª posição em quantidade de contas), crise hídrica no sudeste - principalmente em São Paulo, aumento de impostos, dólar, combustíveis, passagem de transporte público e muitas outras coisas mais.

A presidente Dilma Rousseff está de cabelo em pé! E ainda mais com o povo, coxinhas raivosos pedindo impeachment?

O PT está no fundo do poço com tamanhos escândalos, duvido que ganhe uma nova eleição presidencial. Até mesmo estou duvidando se aqui em São Paulo, o prefeito Fernando Haddad irá conseguir se reeleger em 2016 (já é ano que vem!).

Se me acompanha pelas redes, sabe que ultimamente ando falando muito sobre política, porém minhas críticas estão voltadas para o principal partido de oposição ao governo federal, o PSDB. Você pode pensar que, ao não falar sobre o PT estou defendendo o mesmo e sendo conivente com a corrupção a níveis estratosféricos.

Nada disso, meu caro. Pensar desta forma é pensar de forma binária e isto é muito ruim. Do PT já tem muita gente que fala na minha timeline e em outras fontes. Não, eu não assisto ao Jornal Nacional e passo muito longe da Revista Veja. Não suporto seus colunistas raivosos como o Reinaldo Azevedo. Então, para chegar aos podres do tucanato recorro aos "blogs sujos". Só de escândalos do PSDB temos o mensalão mineiro, trensalão paulista, crise hídrica na SABESP, privataria tucana, talvez tenha algum rabo no Suiçalão...

Porém as críticas ao PSDB são poucas, e sabemos bem que o PSDB não é santo.

O que eu não me conformo com os chamados "coxinhas" e a "grande mídia" é essa blindagem ao partido. Sabemos que a mídia é venal, o PSDB paga e muito bem (em forma de publicidade, facilitação em licitações, etc) o PiG.

Me admira o pessoal que acha que um cara com fama de cheirador de cocaína (Requião e até o Danilo Gentili falam dessa fama), ladrão (desviou mais de 3bi da saúde de MG), que constrói aeroporto para a família com dinheiro público, aliado a nivel estadual e amigo pessoal de deputados e senadores donos de uma fazenda e de um helicóptero apreendido com quase meia tonelada de cocaína, que censura a imprensa de seu estado natal, parente de desembargador que vendia habeas-corpus para traficantes, cujo coordenador da campanha presidencial do ano passado recebeu propina, seria o Salvador da Pátria? Eu acho que seria até pior do que com esta que está aí!

Me considero de centro-esquerda, sendo progressista em alguns assuntos e conservador/liberal em outros. Meio coxinha / Meio empadinha? Talvez hehe.

Direita / Esquerda, Coxinha-reaça / Empadinha chega a ser uma divisão tão tragicômica quanto torcida de futebol! Inclusive se copiam em violência física.

Dos coxinhas eu não suporto a raiva, preconceito, elitismo. Raiva por achar que a corrupção está concentrada em um único partido político, não enxergando que o outro também é ruim e mesmo assim não sugere uma terceira via. Preconceito por eles terem essa idéia de separatismo, de sentir raiva do pessoal do Norte/Nordeste por ter voto contrário. E o elitismo por eles acharem que são superiores aos outros, sendo que estão no mesmo barco.

Agora também há coisas que quem é normalmente de esquerda defende que eu não concordo. Por exemplo, eu leio o blog do Leonardo Sakamoto, que é de esquerda, porém discordo de 99% do que ele diz! Concordo mais quando ele fala sobre escravidão em tempos modernos. Vamos a elas, mas antes vou dar uma resumida na minha visão direita/esquerda que se encaixa no Brasil atual: Esquerda é mais a favor do social, enquanto a Direita é mais a favor do mercado.

Sou a favor do social, porém não socialista. Não demonizo as empresas quererem ter lucro, afinal esse é o objetivo delas, é o meu objetivo ao trabalhar fixo ou freelancer. Também concordo que a propriedade privada deve ser respeitada, que invasões devem ser punidas com a Lei, desapropriações devem ser pagas com valor justo se o bem for necessitado para uso social (desapropriação para construir um metrô, por exemplo).

Acho que não se deve privatizar serviços básicos para a população, como por exemplo a gestão hídrica. Basta ver a crise que passamos no Estado de São Paulo, onde a SABESP foi privatizada em 49% e dividendos estão sendo pagos para os acionistas em detrimento de obras para melhoria do sistema. Quanto a outras empresas que não são essenciais estrategicamente para a população, podem ter gestão privada, vide a Embraer que hoje é referência em aviação, e a telefonia que melhorou e muito em relação de quando era gerida publicamente.

Agora sim, vou separar por tópicos bandeiras normalmente defendidas por quem é de esquerda e que não me descem:

- Descriminalização do Aborto: Concordo que seja feito nos casos já previstos em Lei, como gravidez de risco ou decorrente de estupro, ou feto anencéfalo. Já em outras ocasiões sou contra. Na hora de gozar foi gostoso, porém a pessoa que quer abortar como um "método pós-concepcional" quer é fugir da responsabilidade de ter um filho. Por que não pensou antes de transar? Camisinha, Pílula, gozar fora... são tantos os métodos! Mas podemos conciliar isso, podendo descriminalizar, porém com o Estado não bancando o aborto fora dos casos de estupro, risco ou anencefalia do feto. Quer abortar? Tá bom, já não é crime, mas que arrume a grana necessária e faça particular que o Estado não banca.

- Direitos Humanos (para bandido): EU SEI que o objetivo dos Direitos Humanos é defender a população que sofre abuso do Estado, por exemplo, abuso de poder da polícia. Porém acredito que aquele que estuprou ou matou não merece defesa, e estas deveriam ser canalizadas para a vítima (ou parentes). Pegando gancho no fato que bandido para mim não merece defesa, aproveito para dizer que sou a favor da pena de morte e redução da maioridade penal, defendidas por quem é de direita!

- Cotas raciais: Para mim, cotas raciais são uma forma de racismo, dizer que quem é beneficiado pelas cotas (independente de raça / etnia / cor de pele) é menos capaz do que os outros. Deve-se investir em educação de base, ensinos fundamental e médio. Tendo isso, entra-se na faculdade por um vestibular  de ampla concorrência, passa se tiver mérito. Mesma coisa com concursos públicos. Já cotas sociais eu já aceito mais.

Essas são as principais, mas ainda tem outras coisas como o pessoal enxergar racismo em qualquer coisa que envolva negros, invasão de terras particulares através da violência, descriminalização da maconha, etc.

Casamento gay? Sou a favor! Caros heteros, que direito perdemos se aprovarem o casamento civil gay? Que eu saiba nenhum. Criminalização da homofobia? Também a favor. Quem chia mais com isso são as igrejas fundamentalistas evangélicas que só servem para se locupletarem através dos dízimos e ofertas dos fiéis. Pena termos um evangélico fundamentalista como presidente da Câmara dos Deputados. Então que essas coisas sejam aprovadas por cima de seu cadáver (não é assim que ele quer?).

Taxação de grandes fortunas e herança? Regulamentação econômica da mídia? Sou a favor também! Não detalhei esses tópicos senão isso iria ficar longo demais :).

Enfim, essa é a minha posição, ficando bem ao centro, porém pendendo um pouco para a esquerda pelas causas sociais.

Leonel Fraga de Oliveira Leonel Fraga de Oliveira é formado em Processamento de Dados na Faculdade de Tecnologia de São Paulo (FATEC-SP - 2002) e anteriormente em Técnico em Eletrônica, pela ETE Professor Aprígio Gonzaga (lá em 1999).
Atualmente trabalha como Analista de Sistemas na Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul - SP
Tem como hobbies DJing (também trabalha como DJ freelancer) e ciclismo, além da manutenção dos sites NeoMatrix Light e NeoMatrix Tech.
Gosta de música eletrônica, tecnologia, cinema (super fã de Jornada nas Estrelas), gastronomia e outras coisas mais.


Compartilhe nas redes sociais

   

Deixe seu comentário

comments powered by Disqus

Arquivo de Postagens