Minha Retrospectiva 2013
Leonel Fraga de Oliveira 10/12/2013 23:30

Olá meus queridos. O ano de 2013 já está chegando ao final, falta pouco mais de 20 dias para virarmos a chave para 2014. Ainda não chegou dia 31, tem bastante jogo pela frente e muita coisa pode acontecer em 20 dias e dar uma guinada na nossa vida, mas vou relatar como foi o meu 2013. Senta que lá vem história!

Vou começar falando do lado profissional, onde completei mais um ano (o quarto) como Analista de Sistemas na Prefeitura de Sâo Caetano do Sul, e 2013 foi um ano de mudanças.

Foi a minha primeira experiência em uma mudança de administração municipal, agora vendo do lado de dentro da coisa. 2012 foi ano de eleições municipais e em SCS venceu o candidato Paulo Pinheiro (PMDB), acabando com uma hegemonia de mais de 30 anos do PTB e associados.

E com a mudança no comando do municípío, houve uma dança de cadeiras. Muita gente entrou e muita gente saiu ou trocou de cargo, inclusive do departamento onde trabalho, principalmente funcionários comissionados e terceirizados.

E claro que na área de sistemas houve impacto. Novos projetos estão a caminho, sendo testados, licitados, ou até mesmo ainda na proposição. Enfim, normal para a área de sistemas.

Falando um pouco do pessoal da área profissional (soou meio esquisito, né?), o pessoal está interagindo mais do que nos anos anteriores, com confraternizações, jogo de futebol, etc. Nesse aspecto melhorou bastante, assim aliviando um pouco o estresse.

Agora saindo um pouco da PMSCS, claro que faço os meus “corres” por fora, e até que está indo bem, obrigado :).

Vamos agora falar do meu pessoal, e é aí que a cobra vai fumar!

2013 tem sido um ano onde meu nível de estresse anda alto, muito alto. Tem horas que penso que não aguento tanto estresse e confesso, são tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo que tenho vontade de desistir.

E não são apenas por coisas de trabalho não, isso aí é pouco perto do que eu estou preocupado em casa, principalmente com meu pai.

Desde que minha mãe faleceu, em 2011, sinto que quem mais está sofrendo com a perda é meu pai. Claro que eu e meu irmão sofremos também, mas ele parece bem mais abatido.

De um tempo para cá, a mente já parece sofrer do “mal do Alemão (Alzheimer)”, esquecendo de algumas coisas, falando por vezes coisas “incompletas” e eu tento decifrar sobre o que ele fala, e algumas vezes eu tendo que repetir várias vezes a mesma coisa. Ainda não fomos ao médico ter certeza, mas vamos fazer isso, mas como não sou o Rei do Camarote e não temos grana para bancar um plano de saúde privado, sabe como é o SUS, né?

Admito que meu pavio é curto (e esse é um dos meus principais defeitos), por vezes falo de maneira áspera com ele. Sei que a minha conduta é incorreta, mas sou humano e minha paciência tem limite (curto, como eu já disse).

Se eu penso que algo de ruim pode acontecer? Sim, e fico em um desespero só de pensar.

Antes desses acontecimentos todos, basicamente a minha preocupação Número 1 era outra (alguns amigos que lerem, ou até mesmo vasculharem o blog saberão do que se trata), mas agora o lado da relação pai e filho está mudando, e estou com a responsabilidade de cuidar do meu pai (ao lado do meu irmão e de minha cunhada). Quer um exemplo? Para quem há 1 ano atrás não mexia no fogão, agora até que estou cozinhando bem, já que agora sou eu que faço a minha janta e de meu pai. Nessas horas que eu penso que deveria dar mais ouvidos a minha mãe e não pular fora quando ela me chamava para aprender a cozinhar…

E com isso é óbvio que a minha prioridade máxima mudou e bem dizer liguei o “foda-se” para aquela outra. Não que eu parei de olhar para e pensar em japinhas garotas altamente edificantes, muito pelo contrário, mas me apaixonar novamente? Nem a pau, Juvenal.

Fora a minha família em 1ª linha (pai/irmão), a minha tia Irene também retornou ao seio de Deus.

Tirando isso de negativo, também vieram coisas boas, claro.

Melhorias na casa, estou mais entusiasmado com o ciclismo (ainda quero trocar a minha bike Caloi Montana por outra mais “parruda”), embora não dedique a isso quanto eu gostaria (ano que vem isso muda ;)), também bem entusiasmado com DJing (pretendo trocar meu setup DJ tb), meu irmão e minha cunhada estão bem, não tive um Charlie-04 com uma agora ex-amiga como tive em 2012, problemas mais sérios com a minha família de 1º linha (pai/irmão) não aconteceu, caminho para mais 1 ano firme na minha religião Tenrikyo…

Enfim, isso foi um resumo do meu ano de 2013, até o dia 10 de dezembro.

Atualização 19/12/2013:

Eu e minha “boca grande”… disse que ainda tinha muito jogo pela frente e que muita coisa poderia acontecer, e não é que aconteceu! No dia 12/12/2013, uma quinta-feira, ao voltar do serviço, não tendo 5 minutos desde que saí, sofri um acidente de trânsito, onde detonou a lateral direita do meu carro. Ele já está no conserto, agora tem que aguardar :(.

Um abraço e boas festas! E logo vem mais um Leo’s Sessions por aí!

Leonel Fraga de Oliveira Leonel Fraga de Oliveira é formado em Processamento de Dados na Faculdade de Tecnologia de São Paulo (FATEC-SP - 2002) e anteriormente em Técnico em Eletrônica, pela ETE Professor Aprígio Gonzaga (lá em 1999).
Atualmente trabalha como Analista de Sistemas na Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul - SP
Tem como hobbies DJing (também trabalha como DJ freelancer) e ciclismo, além da manutenção dos sites NeoMatrix Light e NeoMatrix Tech.
Gosta de música eletrônica, tecnologia, cinema (super fã de Jornada nas Estrelas), gastronomia e outras coisas mais.


Compartilhe nas redes sociais

   

Deixe seu comentário

comments powered by Disqus

Arquivo de Postagens