Dicionário do Politicamente Correto

É de conhecimento de todos que o humor mudou nos últimos 10 anos, e todos também devem saber que uma das formas de humor mais frequentes é aquela que satiriza particularidades de uma minoria, seja ela religiosa, opção sexual, etnia, cor de pele, demais características físicas, entre outros.

Piadas que eram comuns à uma década atrás hoje em dia provocam histeria geral entre as miniorias , e em tempos de redes sociais a “revolta” se propaga em progressão geométrica.

Mas por que o que antes era bem tolerado hoje em dia se transformou em pura intolerância? Por causa da onda do Politicamente Correto .

De novo… em tempos de redes sociais…, onde as minorias que eram alvo de humor resolvem processar por qualquer coisa, qualquer coisinha que você diga o mundo inteiro fica sabendo e você é “pego para Cristo” pelas outras pessoas. Para se “policiar” e não virar Trending Topics do Twitter por uma coisa negativa você procura ser o que chamam de “politicamente correto”.

Por que “Politicamente Correto”? Porque no fundo você quer satirizar as pessoas, mas para parecer “boa fita” perante a maioria você evita de fazer certos comentários, ou seja, faz certas coisas que não quer para causar uma impressão correta.

E a onda do politicamente correto, na minha opinião, estragou o humor. Pois Humor sempre foi feito para satirizar uma característica relevante em algo ou em alguém!

Certo dia, vendo meu Twitter, o apresentador do programa Estádio 97 e colunista do jornal Lance Benjamin Backlançou uma campanha intitulada “Foda-se o Politicamente Correto” e inclusive mandou confeccionar camisetas com esta inscrição. Até a Red Bullentrou na parada e está patrocinando as camisetas.

E o Benja tem razão! Temos que fazer com que o humor continue do jeito que é. Quem no fundo não gosta de uma piada de humor negro?

Entendo que quem é alvo da piada fica chateado, é normal. Mas você TAMBÉM faz piadas! Pau que bate em Chico, bate em Francisco!

Um outro dia, o apresentador do CQC Danilo Gentili solta essa, satirizando os moradores de Higienópolis (bairro que tem grande concentração de judeus, Benjamin Back incluso – ele é judeu) à respeito da recusa em se construir o Metrô lá:

Entendo os velhos de Higienópolis temerem o metrô. A última vez que eles chegaram perto de um vagão foram parar em Auschwitz

Isso é uma piada de humor negro, que faz referência à 2ª Guerra Mundial onde muitos judeus foram assassinados nos campos de concentração nazistas. E nem preciso dizer que os judeus ficaram irados com a piada, e no programa Estádio 97 o Benja chingou o Danilo Gentili. Babaca foi o chingamento mais leve

Pensei na hora… onde estava o “Foda-se o Politicamente Correto” que o Benja tanto prega no Twitter? Então quer dizer que para outras coisas foda-se o politicamente correto, mas quando aperta o nosso calo é diferente?

Não quero entrar aqui na discussão Israel x Palestina (sério, os comentários na Folha de SP à respeito da notícia tocaram neste assunto!) e nem em antissemitismo. Para mim a piada está longe de ser antissemita. Me diga, quantas piadas de árabe, judeu, japonês você ouve por aí?

É, meu querido! A onda do politicamente correto tá chegando mesmo na intolerância, daqui à pouco não vamos poder brincar com mais NADA!

Pessoas, saibam rir de si próprios. É difícil transformar a desgraça em algo mais paupável, mas vamos fazer um esforço, né!