Ontem (30/03/2010) houve (finalmente!) a final do Big Brother Brasil 10, onde o lutador Dourado ganhou, nada mais, nada menos, que 1 milhão e meio de Reais.

Imagem por: www.atarde.com.br

Ele venceu a disputa contra Fernanda e Cadu, tendo 60% dos votos dos telespectadores. Nada mau!

Dourado já havia participado do BBB 4 e retornou à casa através de outra ex-BBB, a Joseane. Fora a puta bolada, o cara ainda ganhou um refrigerador, um celular, um cartão-presente de 5 mil e um carro “zerinho zerinho”, como diria Seu Sílvio.

Fora isso, Dourado foi protagonista de vários arranca-rabos desentendimentos que houveram na casa do BBB, o que ficou mais marcado foi a suposta homofobia.

Numa época onde as minorias são mais vistas pela população, visto que em BBBs passados houve a vitória de um gay, era de se estranhar que alguém que não era muito agregador e aparentemente contra uma minoria levasse a vitória.

Meu, o cara chegou a dizer que heteros não pegavam AIDS! De onde ele tirou essa afirmação? Isso mereceu um FACEPALM épico!

Se o cara não gosta de gays, é um direito dele não gostar E falar que não gosta. O que não pode, nem a pau, é faltar com o respeito, depreciar as pessoas por causa da opção sexual.

Eu não tenho nada contra gays, DESDE QUE não venham me cantar. Mesmo que isso aconteça eu não vou depreciar toda uma classe por causa de uma pessoa. Querer ser meu amigo e tal é uma coisa, agora partir para outras coisas, aí já não é a minha praia, meu negócio é mulher.

Quando a disputa foi se afunilando, eu não duvidava da vitória de Dourado. Mesmo sendo “do lado mau”, era a pessoa mais popular na casa, por isso acho que o jogo foi manipulado para ele vencer.

Se houveram “mutretas”,se é tudo armado, eu não sei. Mas se for, eu não vou estranhar nem um pouco.

E o que esse BBB teve de “interessante”? A Twittess (Tessália) pagando bolagato? Talvez, e só.

E que venha o BBB 11 hehehehe.