Viagem a Lavras - MG
Leonel Fraga de Oliveira 12/09/2009 13:07
Catedral antiga em Lavras

Resolvi aproveitar o feriado de 07 de Setembro com uma aventura que nunca tinha feito antes: Viajar para a cidade de Lavras, no Estado de Minas Gerais, distante em torno de 370 Km de São Paulo, de carro.

Saí de viagem no sábado, dia 05/09, ao meio-dia.

Antes de pegar a estrada definitivamente, passei no supermercado, comprei alguns “suprimentos”, enchi o tanque e finalmente pé na estrada.

Minha rota foi: Ayrton Senna, Marginal Tietê, Rodovia Fernão Dias (BR-381) e um trecho da BR-265.

Na ida, peguei um pouco de congestionamento na Fernão Dias, na cidade de Mairiporã, devido à obras na pista.

Posto de gasolina, em Extrema - MG

Viagem por enquanto tranquila, pude apreciar a paisagem da estrada, e 115 km depois já cruzo a divisa entre São Paulo e Minas Gerais, na cidade de Extrema – MG. Fiz uma pequena parada em um posto de gasolina, no “Restaurante do Gordo” e tomei um Gatorade para abastecer, pois eu ainda faltavam mais de 250 km a serem vencidos.

A BR-381 é uma estrada muito sinuosa, pista dupla, com duas faixas de rodagem em cada uma. Muitos caminhões andam por alí, e nas descidas andam com o maior gás. Devemos prestar muita atenção a cada movimento!

Faltando 40 km (segundo o GPS) para terminar a viagem, e pelas 19:00, fiz uma outra parada para descansar e dar uma “descarregada”. Nada de mais.

Finalmente, chego ao trevo onde terei que pegar a BR-265, na saída no km 688 da Fernão Dias. Eis que me fura o pneu do carro… Maldito buraco, é realmente um c***lho com asa fumegante e voador, faltavam pouco mais de 20 km para chegar e me acontece uma m* dessas!

E ainda dei uma pequena errada no caminho e caí novamente na BR-381. Bem, daí achei um lugar para parar, próximo a um posto de pesagem de caminhões, onde tinha bastante espaço, tirei o estepe, fiz a troca do pneu, e segui viagem.

Andando em torno de 10 km a mais, finalmente pego a BR-285 e sigo viagem, já a noite.

E como a BR-285 à noite é punk! Andando a 60 km/h, dependendo do trecho com farol alto e olha lá.

Uma estrada em alguns trechos com pista única, cheia de buracos e ondulações, sem muitas coisas (como postos de gasolina, etc), sinuosa, a visibilidade à noite é terrível, pois quando nem percebe pode estar numa descida de cara com uma curva.

Estação Ferroviária de Lavras - MG

Depois desse perrego todo, finalmente avisto o “Posto Gato Preto”, o que significava que já tinha chegado em Lavras. Parei por lá, comuniquei-me com uma amiga (que é de lá, e por sinal, asiantard como eu hehe) que já tinha chegado no posto, e ela definiu o ponto de encontro.

Perguntei a uma pessoa que trabalha no posto onde fica tal lugar, e fui até lá, onde encontrei-me com minha nova amiga e fui par ao hotel.

Nossa, que alívio! Depois de uma viagem um tanto punk no seu final, até que enfim cheguei são e salvo ao meu destino.

Fiz o check-in, entrei no quarto, tomei um banho (estava precisando MUITO de um), descansei um pouco, e depois fui com minha amiga, e mais outra amiga dela, ao Lavrashopping para comer alguma coisa.

Estava passando o jogo do Brasil x Argentina, onde os nossos hermanos tomaram uma traulitada (CHUPA MARADONA! E ainda no meio da outra semana perderam outra para o Paraguai!), e quando os gols saíam a comemoração na praça de alimentação era geral.

Após jantar, demos uma volta pela cidade. Até passamos por algumas baladinhas, mas estavam cheias e eu também não estava tão disposto a encarar, queria mais era dormir hehe.

Parque Ecológico Quedas do Rio Bonito - Lavras - MG

No domingo, dei uma volta pelo centro da cidade, e em seguida fui para o Parque Ecológico Quedas do Rio Bonito, onde apreciei a paisagem das montanhas.

A cidade é bem parada no domingo. Não há praticamente nada a se fazer, a não ser descansar. Bem, é para isso que fui para lá (além de conhecer essa minha amiga, claro!), e descansei até o dia seguinte.

Chegando na segunda, tomei o café da manhã, paguei a conta no hotel e lá pelas 08:00 da manhã já estava com o pé na estrada, voltando para a minha querida São Paulo.

Fiz apenas uma parada, onde arrumei o pneu que estava zuado, dei uma calibrada neles, e segui viagem. Dessa vez, tudo tranquilo, e cinco horas depois já estava aqui, no conforto da minha casa :)

Enfim, foi realmente uma aventura, principalmente pela viagem de ida! Mas, foi bom passar por certas coisas, afinal, ganha-se experiência. A próxima viagem, vai ser ou de busão ou de avião, ou até mesmo carro, dependendo do destino.

Veja algumas fotos da viagem.

Um abraço!

Leonel Fraga de Oliveira Leonel Fraga de Oliveira é formado em Processamento de Dados na Faculdade de Tecnologia de São Paulo (FATEC-SP - 2002) e anteriormente em Técnico em Eletrônica, pela ETE Professor Aprígio Gonzaga (lá em 1999).
Atualmente trabalha como Analista de Sistemas na Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul - SP
Tem como hobbies DJing (também trabalha como DJ freelancer) e ciclismo, além da manutenção dos sites NeoMatrix Light e NeoMatrix Tech.
Gosta de música eletrônica, tecnologia, cinema (super fã de Jornada nas Estrelas), gastronomia e outras coisas mais.


Compartilhe nas redes sociais

   

Deixe seu comentário

comments powered by Disqus

Arquivo de Postagens