Meus jogos prediletos - Parte 1
Leonel Fraga de Oliveira 09/07/2008 21:18

Fala galera, beleza?

Hoje vou falar um pouco sobre alguns jogos que eu curtia, aliás, curto até hoje. Como todo bom “nerd”, com certeza eu curto jogos para PC, videogame e fliperama.
Tenho, além do PC, dois videogames: um Dactar (Clone do Atari) e um Super Nintendo. Ambos ainda funcionam (acho que o Dactar ainda funciona, faz muuuuuuuito tempo que ele não é ligado) :)
Em breve vou ver se coloco um vídeo do Dactar funcionando, se possível.

Vou falar neste post sobre os jogos de PC, os de videogame vou deixar para a próxima vez.

Compramos nosso primeiro PC em meados de 97, estava no segundo ano do colegial técnico, mas eu já mexia com micro (na parte de software, como usuário, com DOS, Windows 3.11 e os aplicativos famosos, como Lotus 123, Wordstar, Word For Windows 2.0, Excel) já fazia um tempo, lá pelos meados de 94.
Tanto é que eu comprei a minha primeira revista de informática e ainda nem tinha computador :p
Bem, me associei a uma escola já extinta chamada Clube do Micro, que ficava aqui em São Miguel no extinto shopping Diretão (que hoje é o Makro da Av. Marechal Tito) que na verdade era como as lan-houses de hoje em dia: vários PC’s ligados em rede e você pagava uma mensalidade para poder usar algumas horas por mês. Lembro até hoje do meu número de matrícula :)

Foi lá que tive o meu primeiro contato com um computador. Claro que eu já me interessei em brincar com alguns joguinhos, como o Arkanoid e seus derivados, Goldem Axe (que eu detonava no fliperama!!!), Alley Cat (um joguinho da IBM em que vc assume o papel de um gato e tem que entrar nas janelas para coletar itens), Stunts (clássico esse joguinho de corrida, dá até para montar as pistas!), Moto GP (acho que era esse o nome) e mais alguns outros.

Numa época que 486 DX2 66 era rei, um HD de 640 MB, 4MB de RAM e adaptador VGA com 1 MB de memória era o estado da arte para os usuários domésticos, pelo menos aqui no Brasil, os jogos eram bem legais (não que os de hoje não o sejam, muito pelo contrário), o fator “diversão” era tão importante quanto a qualidade gráfica. Gráficos simples porém com diversão garantida!

Quando foi comprado o meu primeiro PC então. Um Pentium de 133 MHz, 16MB de RAM, HD com incríveis (para a época, claro hehe) 1.2GB, placa de TV, controle remoto, Windows 95… sabe aquele InfoWay que passava o comercial na TV? Aquele… vou ver se procuro o vídeo no YouTube, se não tiver, vou postar, tenho esse comercial em um dos CD’s que vieram com o PC.

Comecei a instalar nele os joguinhos que pegava no Clube do Micro ou do meu primo, e ficava impressionado com a velocidade do bicho. A máquina era um avião.

Veio alguns CD’s com a máquina, dois jogos, duas enciclopédias, duas revistas em CD além do CD de recovery. Os jogos… em um deles era o Sonic, esse já para o Windows 95, e tem outro, o Cyclemania, que é uma corrida de motos. O cenário parece real, tirado de fotografias (filme) mesmo, mas os veículos não. São muitos jogos: o Cyclemania, Sonic, Duke Nukem 3D, Blood, Shadow Warrior, Quake 1/2, Jazz Jackrabbit, Screamer 2, Death Rally, Tyrian, Stargunner, Constructor…
Num momento de nostalgia, decidi jogá-los novamente, mesmo que seja uma só partida. Alguns deles já foram portados para o ambiente Windows (inclusive XP), como o Duke Nukem, Shadow Warrior e Rise of the Triad, que tiveram o código-fonte liberado pelas produtoras, e os fãs fizeram excelentes ports por sinal, o Duke Nukem inclusive ganhou um pack que acrescenta sprites de alta resolução.
E quanto aos jogos para DOS? Para estes, usei o emulador DOSBox, que na versão 0.72 tem um bom resultado.
No NeoMatrix Tech vou meio que repetir este post, porém entrando em detalhes mais técnicos, de como configurar o DOSBox para emular estes jogos com um resultado bem satisfatório.
Aqui, vamos nos ater ao básico dos jogos mesmo, jogabilidade, enredo… Vou passar alguns vídeos e contar algumas histórias minhas destes excelentes (na minha opinião) jogos, que eu curtia e ainda curto:

  • Death Rally
  • Este é um jogo de corrida, com visão aérea em que o objetivo é chegar ao topo do rankling, seja pelos meios “legais” ou “obscuros”, como usando armas, sabotando o carro do adversário, entre outras manhas. Nele você pode correr contra ou com o Duke Nukem, que faz uma aparição neste jogo. Jogando com ele, seu carro ganha ótima resistência aos ataques adversários.
    Conheci este jogo através de uma versão shareware publicada na revista Big Max nº 10 (em 1997/1998, acho). Nele o objetivo era chegar ao sexto lugar, já que como você não poderia comprar os carros mais avançados, ficava meio difícil de prosseguir. Quando vi vendendo a versão completa em uma loja, não pensei duas vezes e comprei. Tenho o CD original até hoje.
    Ele foi produzido pela Apogge Software (agora 3D Realms) e publicado aqui no Brasil pela Tec Toy.
    http://www.3drealms.com/rally/index.html

  • Tyrian
  • Disse que gosto dos jogos tipo Arcade… Este é um de tiro espacial. Você está no comando de uma espaçonave e passará pelas fases para derrotar o inimigo. Conheci ele através do shareware publicado na revista eletrônica Neo Wave nº 2, de 1996.
    Tem vários modos de jogos: Arcade e História.
    Vejam a sinópse completa na Wikipedia (em inglês): http://en.wikipedia.org/wiki/Tyrian_(computer_game)
    Publicado pela Epic Megagames e Eclipse Software, pode ser baixado aqui (agora ele é freeware).

  • Screamer 2
  • Também gosto do gênero corrida. Este foi um dos primeiros que eu tive completo, e com CD original. Foi publicado na Revista Big Max nº 23.
    Nele você escolhe participar de uma entre quatro equipes disponíveis. São 4 carros, cada um com características diferentes em que você irá correr em seis pistas ao redor do mundo. Pode ser jogado em dois jogadores locais ou via rede.
    Publicado por Milestone, clique aqui para acessar o hotsite do jogo.

    PS: Para gravar o vídeo, não usei o capture do DOSBox pois não saia o som do CD… este que é legal!

  • Jazz Jackrabbit
  • Jogo estilo plataforma, em que vc encarna o personagem Jazz, um coelho que tem como missão resgatar a princesa e enfrentar Devan, a Tartaruga.
    Conheci este jogo através do shareware quando visitava a casa do meu primo.

    Vejam a sinópse do jogo na Wikipedia, em português.
    Publicado por Epic Megagames, pode ser baixado aqui.

  • Stargunner
  • Mais um joguinho de tiro espacial, agora, com visão estilo R-Type (Visão horizontal – o Tyrian tem visão aérea da nave). Nele você é o piloto da força de elite do seu planeta da tirania.
    Você enfrenta missões no espaço, na terra e nos mares também. No primeiro episódio você passa por seis fases, duas em cada ambiente.
    Conheci ele através da revista PC Expert, em uma edição que veio com jogos de horror, tem até uma entrevista com o Zé do Caixão.
    Publicado por 3D Realms, agora pode ser baixado livremente aqui, no site da 3D Realms (ele é freeware).

  • Cyclemania
  • Um jogo de corrida de motos. Os cenários (background) são feitos com vídeo mesmo, parece ser muito real (para a época).
    Você vai disputando as corridas e ganhando grana pare equipar a moto.
    Ele veio com o meu primeiro PC, em um CD que está aqui até hoje!
    Publicado por Accolade. Veja a resenha no Moby Games

    Por enquanto é isso ae.. alguns dos joguinhos que eu curto até hoje e que me divertem bastante, bons para passar o tempo :)

    Abraços a todos!

    Leonel Fraga de Oliveira Leonel Fraga de Oliveira é formado em Processamento de Dados na Faculdade de Tecnologia de São Paulo (FATEC-SP - 2002) e anteriormente em Técnico em Eletrônica, pela ETE Professor Aprígio Gonzaga (lá em 1999).
    Atualmente trabalha como Analista de Sistemas na Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul - SP
    Tem como hobbies DJing (também trabalha como DJ freelancer) e ciclismo, além da manutenção dos sites NeoMatrix Light e NeoMatrix Tech.
    Gosta de música eletrônica, tecnologia, cinema (super fã de Jornada nas Estrelas), gastronomia e outras coisas mais.


    Compartilhe nas redes sociais

       

    Deixe seu comentário

    comments powered by Disqus

    Arquivo de Postagens